7.28.2005

CADERNO DE BOLSO

Cronistas e poetas às vezes falam de si, de suas vivências, sem pretensão na maioria dos casos senão a de dividi-las. Sexta-feira passada, entrei numa papelaria, porque sou viciado nelas. Não resisto a um caderno, mesmo que quase sempre ele permaneça virgem na minha casa, aguardando pacientemente por um primeiro rabisco. Gostei de um que cabe no bolso de um casaco, em cuja capa está escrito MOB. Perguntei ao vendedor o que significava MOB. Ah, se eu soubesse - foi a resposta, em tom de gozação, que ele me deu. Para quem você vai comprar? Para mim, respondi, sou poeta, gosto de ter um caderno por perto. Então escreve uma poesia para eu dar para minha namorada. E fiquei com o compromisso de escrever uma poesia do Cacau, de 15 anos, para Mayana, de 14. O namoro já tem 10 dias, ele me disse. Pensei em duas possibilidades. Na primeira, ele revelará que quem escreveu foi um outro, alguém que não teve ainda o prazer de conhecer Mayana. Nesta, direi assim:

Mayana
Manhã de inverno
Que sejas também manhã
Do nosso próximo verão.

Mayana querida
Segura minha mão
Que minha mão tem frio
Sem a tua.

Mayana menina
Serei teu menino
Tantos invernos e verões
Que assim me quiseres.

Que o dia seja lindo e a noite mais ainda
Sonhando meu sonho, chamado Mayana.

Na outra possibilidade, na qual ele decidirá dizer que o poema é dele, direi a mesma coisa – pois quem sou eu para decidir por quem me escreveu poesia de muito mais valor, pedindo-me para fazer o que tanto gosto, escrevendo num papel assim:
CACAU = 15 ANOS
MAYANA = 14 ANOS
OBRIGADO.
Nesses tempos de Bagdás destruídas e Londres explosivas, políticos brasileiros a demonstrar que o falso moralismo não existe porque todo moralismo é falso, um presidente comemorando em péssima hora seu feito pessoal quando falsamente prometeu que vitória e comemoração seriam coletivas como nunca antes, que compete ética conosco, bradando imbecil e desagradavelmente “Nesse país, duvido que exista alguém mais ético que eu”, - quem agradece, Cacau, sou eu.

Muito obrigado, Cacau.

Um comentário:

carlos disse...

Olá Mario

Por falar em caderno de bolso, conheça o nosso.

www.moleco.com.br

É reciclado e 100% reciclável.

Gostando e querendo experimentar, me fale. Por este e-mail ou pelo "fale conosco" do site.

Abraços
Carlos Tannure